Mitologia Grega Part.8 – Geografia do Mundo Grega

 

Introdução:

A mitologia Grega é repleta de estórias e heróis, deuses e criaturas. Nós de as Cronicasdoskane estamos apresentando uma viajem nessa cultura tão rica de detalhes e mitos, que poucos conhecem na integra; Essa é a oitava parte de uma série de posts que vão apresentar a vocês o mundo que os gregos inventaram.

Então galera, estão gostando da série? Pois é, ela vai ter dez posts iniciais explicando a base da mitologia grega, sim A BASE, por que tudo que a gente viu até agora é só a base para temas mais específicos que serão abordados. Não mostrei direto esses temas porque vocês precisavam ter uma ideia dos personagens e acontecimentos mitológicos antes de mostrar a vocês a parte mais divertida da mitologia,nessa nova etapa serão postados 3 posts por semana, terá semanas que não será possível manter esse número, mas tentarei sempre cumprir o combinado, OK? Bom, mas antes de começar essa nova fase ainda tem mais três posts: mitologia Grega part 8, mitologia Grega part 9 e mitologia Grega part 10.

O post de hoje explicara sobre a geografia grega, isso para quando lerem as estórias saberem a onde elas estão acontecendo.

Cidades-Estados( Pólis )

A Grécia Antiga não era um pais, mais sim vários países que tinha a cultura em comum, cada cidade ou região era independente do resto da Grécia e tinha seu rei ou chefe de estado; Os historiadores classificam esses “países” de Cidades-Estados, ou Pólis. Apesar dessas Pólis serem estados com autonomia, elas pertenciam a Grécia no sentido de “mundo”, para os gregos, as cidades-estados tinha um laço estabelecido pela cultura, a história, a lingua, a escrita e a Religião; Exemplo desse laço eram as olimpíadas, que só participavam Cidadãos do mundo grego.

A pólis grega era formada, basicamente, por uma Acrópole, uma Ágora, uma Khora e uma Ástey. A acrópole corresponde à parte mais elevada,alta da pólis, onde existiam templos dedicados aos deuses. Ficava ao lado da ágora, que era a parte mais pública da comunidade. Lá existia o mercado e as assembléias do povo. A Ágora era a praça principal na constituição da pólis, a cidade grega da Antiguidade clássica. Normalmente era um espaço livre de edificações, configurada pela presença de mercados e feiras livres nos seus limites, assim como por edifícios de caráter público. A khora corresponde à parte agrícola, onde moravam os camponeses e onde eram cultivados alimentos que supriam a ástey, que era a “cidade” da pólis, a parte urbana.

Principais Cidades-Estados:

Estarta – Cidade-Estado guerreira, lá as crianças aprendiam dês de cedo a guerrear, junto com Atenas viraram as Pólis mais importantes;

Atenas – Cidade-Estado identificada pelo desenvolvimento das artes intelectuais, como a filosofia, a ciência, a matemática e Criadora da Política;

Tebas – Tebas foi uma cidade-estado grega, antiga aliada de Esparta. Aproveitando o enfraquecimento do exército espartano após a Guerra do Peloponeso, rebelou-se e expulsou os exércitos espartanos de seu território (batalha de Leuctras, em 371 a.e.c.);

Abdera e Anfípolis – Cidades-Estados situada na região da Trácia;

Coringo – Corinto foi uma das mais florescentes cidades gregas da antiguidade clássica;

Delfo – Cidade-Estado local dos Jogos Píticos e de um famoso oráculo (o oráculo de Delfos), que ficava dentro de um templo dedicado ao deus Apolo, elaborado por Trofônio e Agamedes. Delfos era reverenciado por todo o mundo grego como o omphalos, o centro do universo;

Éfeso – Cidade-Estado onde existia um dos maiores teatros do mundo, com capacidade para 25.000 espectadores de uma população total estimada em cerca de 400.000 – 500.000 habitantes. Era a quinta mais populosa cidade do império. Também em Éfeso surgiram as condições para uma mudança fundamental no pensamento do Ocidente, durante os séculos VII e VI a.c. Éfeso e Mileto, também na Ásia Menor, são berços da filosofia;

Cnossos – Também é conhecido como o Palácio de Minos, capital de Creta;

Mileto – Cidade-Estado com forte economia.Uma atividade econômica importante desenvolvida na cidade era a criação de ovelhas e Mileto produzia a melhor lã do mundo grego;

Olímpia – Cidade da antiga Grécia, é famosa por ter sido o local onde se realizavam os Jogos Olímpicos da antiguidade, tendo na altura uma importância comparável à de Delfos, onde se realizavam os Jogos Pítios;

Pérgamo – Possuía uma biblioteca de prestígio que perdia em importância apenas para a Biblioteca de Alexandria, sendo que foi em Pérgamo que surgiu o pergaminho.

Regiões:

A Grécia Antiga estava dividida em três regiões: Grécia Asiática( estreita faixa na Ásia menor ), Grécia Insular( ilhas dos mares Jônio e Egeu, inclusive Creta ) e a Grécia Continental( sul dos Bálcãs). O relevo montanhoso e o solo pouco fértil estimularam a navegação e dificultaram as comunicações internas das cidades-estados, dedicadas ao pastoreio e ao comércio.

Eu sei que esse post não teve nada a ver com mitologia, mas ele é uma referencia pra quando estivermos vendo os mitos ter noção da localização das coisas. Bom domingo.